Soldagem a Frio !!!

A soldagem a frio é um processo de colagem, que também pode ser chamada de soldagem de pressão a frio, onde dois itens são combinados em um, através de meios de pressão intensa que é aplicada por matrizes e rolos, que em condições normais do ambiente, causam a destruição das superfícies a serem coladas. Tal como o nome implica, esta técnica não depende de calor para alterar o estado dos itens a serem colados, estas substâncias permanecem em um estado sólido durante todo o procedimento.
Nem todos os metais são os candidatos ideais para esse tipo de trabalho devido ao teor de oxigênio dentro de suas camadas externas, e mesmo com a realização de todo o processo antes da realização da soldagem propriamente dita, como, por exemplo, a escovação e a limpeza, alguns metais não criam vínculo caso algum deles não tenham as características necessárias.
Da mesma forma, se as duas peças coladas são posteriormente expostas a um ambiente rico em oxigênio ou outros compostos reativos, desta forma, a probabilidade da solda fria falhar, é muito grande. Devido a essas limitações, o processo de soldagem a frio é mais adequado para objetos que serão implantados fora da atmosfera da Terra, como satélites ou veículos espaciais.

Ela foi inicialmente descoberta por sociedades modernas provavelmente na década de 40 que pensaram se tratar de um fenômeno novo, mas este processo realmente tem sido utilizado a milhares de anos. Descobriu-se que duas peças de metais semelhantes se ligariam em conjunto no interior de um vácuo, quando possuíssem superfícies limpas e achatadas e uma forte força inicial aplicada sobre elas. Durante o processo, se as deformidades giram em torno de 60 a 80% da superfície de ligação, para uma solda eficiente, os metais devem ser limpos para que possam entrar em contato.

Fonte: Mecânica Industrial